((º·.¸(¨*·.¸*Pumpkin Juice* ¸.·*¨)¸.·º ))


*Embarque* 

 

Marido Antonio acabou de sair... vai embarcar pra China às 22hs de hoje, de novo...

 

Agora comecei a ter frio na barriga... tá, eu só ia contar no dia 07, mas agora comecei a entrar em crise... Vou passar por duas experiências muito grandes e muito distintas, uma boa e outra não... vou encontrar com ele na Alemanha no dia 08.

 

Embarco em SP, desço em Munique, espero 3 horas, pego outro avião até Stuttgart, pego um táxi e vou pro hotel, porque ele estará vindo de Shangai e chegará mais tarde... Na sexta feira, dia 14, vamos para Paris, passamos o fim de semana lá e voltamos pro Brasil na segunda.

 

Antes que perguntem, não, a Isa não vai, essa é a segunda experiência. E antes que me julguem, já adianto que pensei muito, conversei com a pediatra dela e com amigas que já fizeram longas viagens.

 

A Dra. Cláudia foi sucinta: “ela vai sofrer muito mais se ela for, do que se ficar com a sua mãe”. Bebês sentem muito mais que a gente o jetleg, sem falar nas 11 horas de avião, a conexão... e alimentação? Eu não sei nem o que eu vou comer, imagina a Isa!

 

Já enfrentei olhares de reprovação do tipo “que mãe desnaturada! Eu não iria!”, mas eu não ligo. Ainda não dá pra ela ir, e eu estou com uma oportunidade única de conhecer a Europa gastando 1/3 do que gastaria normalmente. Pode ser egoísmo? Pode. Mas eu sei que ela vai ficar bem com a minha mãe, estou tranqüila quanto a isso.

 

Estou ansiosa porque nunca me separei dela, acho que vou sofrer muito, mas é uma experiência pela qual eu vou passar e superar.

 

Mil coisas estão passando pela minha cabeça, estou com medo de viajar sozinha, de não conseguir me virar com my tabajara´s english, de morrer de saudade da Isa e só chorar, de querer voltar antes da hora...

 

E agora, ainda estou preocupada com o vôo do Marido, se ele vai chegar bem, se tudo vai correr como deveria... ele ficou de me ligar quando chegar em Frankfurt, pra fazer conexão, o que deve acontecer lá pelas 10 da manhã de amanhã...

 

Até lá, fico aqui, esperando, e remoendo minha ansiedade, meus medos e pensamentos...

 

**EDIÇÃO DO POST, ÀS 12,33HS DO DIA 31/03 - Marido chegou à Frankfurt, tudo correu bem, apesar de ele não ter pregado o olho a viagem inteira, e está indo pegar o vôo pra Shangai. Chega amanhã, só que aqui vai ser de madrugada, então ele liga quando for à noite lá (manhã de sábado aqui, ô saco de fuso horário!), ou seja mais um dia de aflição!!!



Escrito por Endora* às 17h38
[ ]


*Manias e manias*

 

Me passaram a batata quente então lá vai.... demorei a postar, porque eu tenho muuuuuitas manias, e listar só 5 é um verdadeiro dilema:

 

1- fazer xixi 10.000 vezes antes de dormir;

2- guardar clipes que acho no balcão do fórum, do banco, até no chão;

3- comprar livros e ler vários so mesmo tempo (e demorar séculos pra terminar);

4- comprar sapatos e bolsas, mesmo sem precisar;

5- cheirar o chulé da Isa (eu adoro o chulé dela.....risos!)

 

Tenho mais uma centena, mas eu listei as mais frequentes... aproveitando, vou listar as 5 coisas que mais me irritam, também me contive, porque eu sou uma pessoa extremamente implicante:

 

1- o trânsito de Campinas;

2- torneira pingando;

3- telefone tocando (e ninguém atende);

4- gente que aperta o botão de sobe e desce pra chamar o elevador, e quando abre a porta fala: ah, eu vou subir, depois ele desce. Ele desce. E pára no andar que o sujeito estava;

5- ficar presa na porta giratória do banco e ter que esvaziar a bolsa sob os olhares desconfiados dos vigilantes (estranho é que o ladrão entra até com metralhadora, mas a gente não consegue entrar com um celular!)

 

Nem vou passar a batata pra ninguém... pega quem quiser...

 

EDIÇÃO DO POST: Esqueci de dizer que tem fotos novas lá no Fotoblog...



Escrito por Endora* às 11h34
[ ]


*Pequeno dicionário prático Isadorês/Português*A-J*

(definições extraídas do Dicionário Houaiss)

 

 

Á – substantivo feminino

substância (H2O) líquida e incolor, insípida e inodora, essencial para a vida da maior parte dos organismos vivos

 

Andá – substantivo feminino

calçado feito de uma sola com tiras que a prendem ao pé, conhecido comumente como sandália

 

Baím – substantivo masculino

ato ou efeito de molhar o corpo para higienizar-se, no caso, em diminutivo (banhinho)

 

Bainhã – substantivo feminino

fruto da bananeira, com casca verde e, quando maduro, amarela, parda ou avermelhada, com polpa branco-amarelada ou amarela, pastosa, doce, aromática, rica em amido e potássio.

 

Bô – verbo transitivo direto, transitivo indireto, intransitivo e pronominal em pretérito perfeito (acabou)

levar a cabo, chegar ao fim; terminar

 

Cácc – substantivo feminino
qualquer porcaria  (caca)

 

Fvum – substantivo masculino

erva aromática (Foeniculum vulgare), de caules fistulosos e estriados, folhas com inúmeros segmentos filiformes, flores amarelo-claras, em umbelas compostas, e frutos diaquênios; anis-doce, erva-doce, fiolho, maratro funcho-da-itália) , nome próprio de um felino (Funcho).

 

Iauau – substantivo masculino

cachorro

 

Ija – pronome
palavra usada por aquele que fala ou escreve (Isadora)  para se referir a si mesmo, quando gramaticalmente é o sujeito da oração

 

(CONTINUA NO POST ABAIXO...)



Escrito por Endora* às 19h25
[ ]


*Pequeno dicionário prático Isadorês/Português*K-N*

(definições extraídas do Dicionário Houaiss)

 

 

Kiki – substantivo comum

brinquedo, geralmente plástico, em forma de gatinha com o nome comercial de Hello Kitty

 

Má – substantivo feminino

o fruto da macieira

 

Maianha – nome próprio

Prenome da namorada do tio (Mariana)

 

Mamá – verbo transitivo direto e intransitivo

sugar, chupar o leite de mama; lactar; alimentar-se (de produto líquido ou pastoso) com o auxílio de bico ou chupeta de borracha

 

Mamãe - pronúncia e significado semelhante em ambos os idiomas

 

Mamãedim – substantivo feminino

forma pela qual os filhos se dirigem às mães, em diminutivo (mamãezinha)

 

Mim – nome próprio

Prenome árabe que significa “flor de jasmim”(Yasimin)

 

Naná – verbo intransitivo

dormir, descansar no sono

 

Não - pronúncia e significado semelhante em ambos os idiomas

 

(CONTINUA NO POST ABAIXO...)



Escrito por Endora* às 19h25
[ ]


*Pequeno dicionário prático Isadorês/Português*O-Z*

(definições extraídas do Dicionário Houaiss)

 

 

Paitim – substantivo masculino

Diminutivo de calçado que cobre o pé, parcial ou completamente (sapatinho)

 

Papá – verbo transitivo direto e intransitivo

ingerir alimento; comer

 

Papai - pronúncia e significado semelhante em ambos os idiomas

 

Papaidim – substantivo masculino

forma pela qual os filhos se dirigem aos pais, em diminutivo (papaizinho)

 

Pepê – substantivo feminino

objeto de silicone, que se costuma dar às criancinhas para que o suguem e se aquietem; bico, chuca

 

Quiá – verbo transitivo indireto

ter em mente (como objetivo) quanto a; pretender, desejar, em 1ª pessoa (quero)

 

Siá – verbo transitivo direto e intransitivo

ir ou conduzir (alguém ou um animal) a algum lugar, com o fito de (se) entreter ou exercitar; percorrer em passeio

 

Tiau – interjeição

até logo, até a vista

Titi – substantivo masculino
líquido expelido na urinação; urina

 

Titio - pronúncia e significado semelhante em ambos os idiomas

 

Uitim – substantivo masculino
diminutivo dos mamíferos carnívoros da família dos ursídeos, especialmente aqueles do gênero Ursus, como o urso carinhoso

 

Vovó - pronúncia e significado semelhante em ambos os idiomas

 

Vovô - pronúncia e significado semelhante em ambos os idiomas 



Escrito por Endora* às 19h25
[ ]


*Faltam 20 dias...*

 

Pra que? Dia 07 eu conto....

 

*Azedume*

 

Hoje eu estou azeda, mais implicante do que o habitual... motivo? Por incrível que pareça, não tem. Acordei com o pé esquerdo, foi isso... Nããããão!!! Lembrei.... eu to de TPM... em plena sexta feira... eu mereço!!!

 

*Implicante, eu?*

 

Todo mundo sabe que eu sou implicante compulsiva... O que mais me irrita é o trânsito... gente lerda, ou espertinha demais, gente que não dá seta, que ultrapassa pela direita, que comprou a concessão da rua....

 

E motoboy? Eu odeio motoboy... Já subi uma avenida inteira batendo boca com um que me fechou (e obviamente achou que estava com a razão...), já tive retrovisor arrancado e carro riscado pelos belezinhas.... então hoje, parto do pressuposto de que, se é motoboy, quero longe de mim....

 

Outra coisa que me irrita profundamente no trânsito, e hoje me irritou, é carro mil que anda a 40 km/h na subida na faixa da esquerda. Eu já tive carro mil e não adianta que não sobe. Vai pra direita, não fica bloqueando o trânsito... daí eu buzino, e sou implicante... tá, sou mesmo....

 

Bom, o fato é que depois de miraculosamente conseguir passar o carro mil, a caminho do Fórum, consegui chegar e encontrei uma conhecida que não via há tempos... Ela brincou com a Isa (sim, ela vai ao Fórum comigo, tadinha! É pra desde já desgostar da profissão....risos), e eu a elogiei, está magérrima....

 

- Ah, eu to malhando!!!

 

- ?????? Anhãn... (Minha vontade era perguntar se ela malha na Academia Santo Expedito)

 

O motivo da minha indignação? Malhando nada, ela fez lipo!!!! Temos uma amiga em comum e coisa de um mês atrás, também no Fórum (ô ponto de encontro), encontrei com ela:

 

- Ai, a Fulana fez lipo, você viu? Ficou ótimo!!! Mas não conta que eu falei, porque ela não quer que ninguém saiba...

 

Tem coisa mais ridícula que essa? Igual à Carla Perez que falava que não fazia dieta, não malhava e não fez lipo... Tá. O culote dela sentiu que estava incomodando e se retirou por livre e espontânea vontade.....

 

O mais ridículo é que SEMPRE todo mundo fica sabendo e aí a pessoa passa por mentirosa... Agora, vem cá? Pra que isso? Eu não tenho problema nenhum quando alguém comenta alguma coisa... pelo contrário, eu já lasco um "eu fiz lipo!", sem nenhum remorso....

 

Será que quem malha é mais merecedor de elogios do que quem fez lipo? Não consigo entender isso não! O corpo é meu, a consciência é minha, o risco e o dinheiro também são meus. Se eu quero fazer uma cirurgia, logo, o problema é meu....

 

Não gosto de academia, engordei 23 kg na gravidez, e apesar de ter voltado ao meu peso pré-Isa, alguma coisas insistiam em não voltar aos seus lugares.... Não adianta, não tem santo que me convença a ir pra academia, nessa altura da minha vida... então, optei pela lipo e não me arrependo.... mas queria entender o que passa na cabeça das pessoas que fazem cirurgia, não assumem e ainda fazem papel ridículo...

 

*Gremlim Belly Dance*

 

Falando em academia, eu finalmente consegui voltar pra dança do ventre... Sábado fui, toda equipada, com meu pequeno Gremlim, que ficou assistindo a aula, mexendo nas medalhinhas do meu xale, correndo pela classe e dançando...

 

Sim, porque a Isa adora música árabe... a gente morre de rir quando eu estou vendo algum vídeo de dança na net e ela vai chegando devagarinho e começa a dançar....

 

Bom, mas pensando bem, isso era de se esperar... ela ouve música árabe desde a barriga, afinal dancei até o 8º mês de gravidez....

 

Aliás, daqui a pouco vou pra dança, deixa eu terminar umas pendências antes por aqui....

 

Bom final de semana (esperando que meu humor melhore...)



Escrito por Endora* às 14h06
[ ]


*Agradecimento*

 

Primeiro, quero agradecer a todas as mensagens de carinho que eu recebi. Perder um cãozinho, pra mim, é como perder um membro da família, às vezes até mais, dependendo da proximidade com o parente. Sempre fui muito ligada aos animais... sei que tem gente que acha um exagero, mas eu sou assim... Como disse, a Pitucha era brava, era de lua, mas eu gostava dela assim mesmo. Tudo ficou mais triste aqui em casa. A Zamin olha pro canil, procurando-a, o Funcho não entende porque a "trambolhenta" não está ali pra ele provocar, e a Isa.... bom, a Isa levou a faxineira no canil, olhou pra ela e disse: "Tu?"

 

Nem preciso dizer mais nada né?

 

Por isso, vamos fazer algumas mudanças. O canil vai ser demolido e transformado numa casinha de bonecas pra Isa. Além de ela adorar, vai ser muito bom pra mim e pra minha mãe não precisarmos olhar pra ele vazio.... As coisinhas dela, inclusive ração e remédios, (menos a coleira que ela adorava) eu dei pra Associação Amigos dos Animais de Campinas - AAAC , afinal tem muitos outros cãozinhos precisando....

 

Obrigada de novo pelo carinho...

 

*Carnaval*

 

Passamos o Carnaval numa chácara, com outros casais com filhos (dentre eles os queridos padrinhos da Isa)... Foi muito gostoso, a Isa se divertiu a beça, mas mostrou o seu lado negro... risos

 

A Isadora é muito ruim!!! Ela queria o brinquedo da amiga, ia lá e tentava estrangular a menina!!! Que é que isso???? Ô geninho de escorpiãozinho brabo!!!!

 

Coloquei algumas fotos no Fotoblog. Algumas porque Marido Antonio pra fotógrafo é um excelente bombeiro.... Ele simplesmente esquece de tirar fotos!!!

 

Na semana seguinte, fomos no aniversário da Glenda e fico boba com a Isa agora aproveita as festinhas!!! Ela brinca, se diverte... é tão bom ver que de uma semana pra outra, ela aprende algo novo... Aliás, preparem-se! Em breve vou postar o primeiro vocabulário do dicionário Isadorês-Português que estou escrevendo.....

 

*Hobbie*

 

Estou cada vez mais apaixonada por scrapbook e finalmente vou mostrar o que tenho feito:

 

Abertura do álbum....

 

Amo essa página!!!

 

Primeira página que eu fiz sozinha em casa, depois de umas duas ou três aulas....

 

Essa eu acho que podia ter sido melhor....

 

 

 A primeira das primeiras!!!

 

Essa eu também fiz sozinha... É a abertura pro mês a mês...

 

Com costura! Amei costurar!!!

 

Hum.... essa eu não gosto... Acho que faltou alguma coisa...

 

Essa é tudo de bom!!! com papel vegetal (amo papel vegetal!) e aquela caixinha com coisinhas dentro (esqueci o nome....) O que tá escrito na tag? "Vem que eu te dou um soco!!!"... O que mais seria???

 

Mais uma by myself, com papel vegetal dourado (liiiindo) e bailarininhas....

 

Aiiiiii, essa é fooooofa!!! Olha os ilhoses de sapinhos!!!!

 

Pra finalizar, essa que eu também fiz sozinha, pra Luana, filha da Dinda da Isa....

 

O álbum vai ter o mês a mês até 1 aninho, depois "as 1ªs" (1ª papinha, 1º natal, qdo engatinhou, etc...), depois a família, depois eu vou inventar mais alguma coisa.... ou seja, é a história sem fim!!!!

 

Bom final de semana!!!



Escrito por Endora* às 15h51
[ ]


*A Ponte do Arco-íris*

(Autor desconhecido)

 

“Neste lado do paraíso existe um lugar chamado Ponte do Arco-íris. Quando um animal morre, aqueles que foram especialmente queridos por alguém, vai para a ponte do arco-íris.

 

Lá existem campos e colinas para todos os nossos amigos especiais, pois assim eles podem correr e brincar juntos. Lá existe abundância de comida, água e raios de sol, e nossos amigos estão sempre aquecidos e confortáveis.

 

Todos os animais que já ficaram doentes e velhinhos estão renovados e com saúde e vigor; aqueles que foram machucados e mutilados estão perfeitos e fortes novamente, exatamente como nós nos lembramos deles nos nossos sonhos, dos dias que já se foram.

 

Os animais estão felizes e alegres, exceto por uma coisinha: Cada um deles sente saudades de alguém que foi deixado para trás. Todos eles correm e brincam juntos, mas chega um dia, quando um deles pára de repente e olha fixo na distância. Seus olhos brilhantes estão atentos; seu corpo fica impaciente começa a tremer levemente. De repente, ele se separa do grupo, voando por sobre a grama verde, mais e mais rápido.

 

Você foi visto e quando você e seu amigo especial finalmente se encontrarem ficarão unidos num reencontro de alegria, para nunca mais se separarem. Os beijos de felicidade vão chover na sua face; suas mãos vão novamente acariciar tão amada cabecinha, e você vai olhar mais uma vez dentro daqueles olhos cheios de confiança, que há muito tempo haviam partido da sua vida, mas que nunca haviam se ausentado do seu coração. Então vocês, juntos, cruzarão a ponte do arco-íris”

 

Como vocês devem ter percebido, a Pitucha atravessou a Ponte do Arco-íris hoje. Não aguentou a segunda sessão de quimio. Sei que ela estava sofrendo e que foi como tinha que ser, graças à Deusa não precisamos fazer eutanásia. Mas mesmo assim dói. Desculpem, depois escrevo coisas mais alegres, agora não dá.



Escrito por Endora* às 11h05
[ ]


*Testamento de um Cocker*

 (Autor desconhecido)

 

"Minhas posses materiais são poucas e eu deixo tudo para você ... uma coleira mastigada em uma das extremidades, faltando dois botões, uma desajeitada cama de cachorro e uma vasilha de água que está lascada na borda. Deixo para você a metade de uma bola de borracha, uma boneca rasgada que você vai encontrar debaixo da geladeira, um ratinho de borracha sem apito que está debaixo do fogão e uma porção de ossos enterrados no canteiro de rosas e sob o assoalho de minha cama.

 

Além disso eu deixo para você memórias, que aliás são muitas. Deixo para você memórias de dois enormes e meigos olhos marrons, a memória de um rabinho curto e espetado, de um nariz molhado e de choradeiras atrás da porta. Deixo para você uma mancha no tapete da sala de estar, junto à janela, quando nas tardes de inverno eu enrolava feito uma bolinha para pegar um pouco de sol. Deixo para você um tapete esfarrapado em frente à sua cadeira preferida, o qual nunca foi consertado com o tipo de linha certa. Isso é verdade, eu o mastiguei todinho quando tinha 5 meses de idade, lembra-se?

 

Também deixo para você as memórias da primeira surra que levei e também todo o meu esquecimento ... Deixo para você um esconderijo que eu fiz no jardim, debaixo dos arbustos, perto da varanda da frente, onde eu costumava me esconder do sol nos dias de verão, Ele deve estar cheio de folhas agora e talvez você tenha dificuldades em encontrá-lo. Sinto muito!

 

Deixo também, e só para você, os barulhos que eu fazia ao fugir correndo sobre as folhas de abril, quando nós vagabundeávamos pelo bosque. Deixo ainda a lembrança de momentos pelas manhãs, quando saíamos juntos pela margem do riacho e você me dava aqueles biscoitos de baunilha. Recordo-me das suas risadas porque eu não consegui alcançar aquele coelho impertinente...

 

Deixo-lhe como herança minha devoção, minha simpatia, meu apoio quando as coisas não andavam bem, meus latidos quando você levantava a voz aborrecido... e minha frustração por você ter ralhado comigo todas as vezes que eu colocava o nariz debaixo da cauda.

 

Eu nunca fui à igreja, nunca escutei um sermão, e sem ter dito sequer uma palavra em minha vida, deixo para você lições de paciência, de tolerância, de amor e compreensão. Sua vida tem sido mais rica porque eu vivi".

 

A Pitucha está na clínica veterinária, internada por causa de um tumor maligno nos gânglios da garganta. Isso já vem se arrastando pelo último mês, mas não postei nada a respeito por que achei que ela iria melhorar, apesar de já estar com quase 12 anos. Hoje ela iria começar um tratamento quimioterápico, me virei em 20 pra achar o remédio, mas quando achei, ela tinha piorado muito. Deixei-a na clínica com insuficiência respiratória, e não sei se ela volta.

 

Ela nunca foi um doce de cachorro, é completamente instável, mas nos momentos de meiguice, ela é um amor. Ela é psicopata, bipolar, maníaca-depressiva, até já mordeu a Isa? É. Mas eu a amo do mesmo jeito e estou sofrendo não sei se por ela estar sofrendo ou por ela estar partindo... Sinceramente, não consigo ver qual é pior....

 

 

 



Escrito por Endora* às 14h17
[ ]


*Já tem senha...*

 

Mas ainda não tem post!!! Cheguei ontem à noite (fomos passar o Carnaval numa chácara) e tô só o pó... Depois que me recuperar eu venho aqui escrever decentemente....risos



Escrito por Endora* às 08h42
[ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog