((º·.¸(¨*·.¸*Pumpkin Juice* ¸.·*¨)¸.·º ))


*Primeiros passeios*

Esse final de semana a Isa fez os seus primeiros passeios...

Infelizmente, por causa do tempo, não fomos nem no Hopi Hari, nem na chácara, mas ontem fomos no churrasco na casa dos padrinhos dela.

Se comportou como uma mocinha, ficou quietinha, mamou e dormiu! Nem quando viemos embora acordou, só hoje cedo!!!

Hoje então, não paramos em casa: fomos almoçar fora, depois fomos ao Shopping Dom Pedro, na Alô Bebê, pra comprar um suporte de banheira... aliás, esse é um caso à parte. Descobri o porquê da Isa odiar tomar banho... ela tem medo de cair, quando está de frente... notando isso, fui comprar o tal apoio, e hoje ela já não gritou, na hora do banho!!!

Voltando ao passeio: a decoração de Natal está linda no Shopping, pena que na hora que fomos, o Papai Noel não estava, pra tirar foto com a Isadora, mas até o Natal providenciamos isso...

Coloquei fotos dos passeios no Fotoblog, afinal são os primeiríssimos né?

Tão bom sair de casa novamente, a vida parece voltar ao normal...

Ah, fui encaminhada ao cardiologista pelo Dr. Marcelo, porque a minha pressão está alta, a média está em 14X10, que saco! Essa semana vou marcar... era o que me faltava ficar hipertensa!!!

Boa semana!

Com carinho,

Endora*, mãe coruja da Isadora, que faz um mês amanhã!!!



Escrito por Endora* às 18h20
[ ] [ ]


*CONSEGUI...*

Um tempo pra escrever no blog! Parece mentira, mas a Isa dorme, e eu venho ligar o computador e ela acorda! Parece que adivinha!!!

Por isso, quero pedir desculpas às minhas amigas virtuais, que sempre me cobram visitas nos seus blogs (e que não cobram também) porque não tá dando mesmo.... não é pouco caso não...

Ainda estou me adaptando com a rotina da Isadora, e ela também.... Agora que ela está seguindo um horário mais ou menos certo pra mamar (se bem que ainda tenho que acordá-la durante o dia), mas ainda luta bravamente contra o sono, depois das mamadas, e começou a dormir a noite inteira (aí eu não a acordo, podem esquecer!).

A acupuntura está surtindo um efeito muito bom, estou mais tranquila, já não to estressando tanto, estou me acostumando que não é porque ela chora que ela vai morrer e que eu não tenho que dormir de sobreaviso, porque ela espera eu acordar pra atendê-la...

Marido Antonio voltou à faculdade essa semana, sexta começam as provas dele.... essa é a parte mais chata...

Notícia boa: Isadora engordou 300g em 01 semana! Está pesando agora 2,850g! Já tomou a BCG e segunda tomará a segunda dose da vacina contra Hepatite B!

Sexta feira, Dona Isa vai furar a orelhinha!!! Quero só ver a minha Batatinha de brinquinho!!!

Domingo faremos nosso primeiro passeio em família! Ou iremos no Hopi Hari (a Bosch fechou o parque para os funcionários, em comemoração aos seus 50 anos no Brasil) ou num churrasco em uma chácara, oferecido por um fornecedor da Bosch...

Coloquei mais uma foto no Fotoblog, e depois coloco as do passeio...

Se eu conseguir uma brecha, venho escrever de novo, antes....

Boa semana e fim de semana!!!

Com carinho,

Endora*, mãe coruja da Isadora, de 26 dias



Escrito por Endora* às 15h16
[ ] [ ]


*DIVAGAÇÕES LACTANTES*

Quinta levamos a Isa no cardiologista, e graças a Ísis, ela não tem nenhuma cardiopatia... o fato de ela ficar roxinha se dá porque os recém nascidos tem uma passagem aberta entre o lado direito e o esquerdo do coração, que fecha até o 06 meses, e aí quando ela fica nervosinha, passa sangue de um lado pro outro, coisa normal.

Eu, depois que comecei a fazer acupuntura, comecei a me sentir bem melhor, apesar de ainda me sentir exausta... Estou dormindo bem, a Isa dorme direto pelo menos umas 06 horas durante à noite, mas acho que ainda é reflexo daquela semana do "caos". Vou falar com a Luciana, minha acupunturista se ela pode me ajudar nisso...

Meu leite parece que está voltando, insisto sempre pra Isa mamar, só que ela está tendo dificuldade por causa do nariz entupido... estou passando soro, fazendo vaporização e agora a Dra. Cláudia receitou Fluimucil diluído igualmente em soro fisiológico, pra passar 03 vezes ao dia, durante 05 dias...

Tadinha, quando ela engole, dá impressão que tem algo preso na garganta, que precisa fazer rãn, rãn, sabem? Aí ela fica nervosa, larga o peito e chora... Coloco a pequena de novo, e logo ela faz a mesma coisa... alguém ja passou por isso?

Hoje, pela primeira vez, saí de casa pra cuidar de mim. Fui no cabelereiro, cortei o cabelo, fiz luzes e hidratação, enquanto a Isa ficou com o papai... Precisava disso, sair um pouco desse "universo paralelo" em que estou vivendo... risos

Ontem fui no Posto de Saúde vacinar a Isa (ela tomou a BCG), coitadinha, ficou uma marquinha que parece tão dolorida no braço!!! Lá, vi um cartaz imenso da campanha de aleitamento, com a Maria Paula, e aquela frase: "Mudança na alimentação do seu filho, até os 06 meses, só de um peito pro outro".

Aí fiquei pensando: amamentar não é tão simples assim, por que as campanhas não colocam os possíveis problemas e incentivam as mães a solucioná-los? Por que não falam que os bancos de leite ajudam, gratuitamente, as mães que tem problemas no aleitamento? Conheço várias pessoas que ficaram surpresas quando eu contei que fui no Banco de Leite da Maternidade procurar ajuda, nem sabiam que existia um banco de leite!

A frase do cartaz, ao meu ver é simplória demais pra uma coisa tão séria e complicada quanto amamentar. E mais: na minha opinião ela frustra ainda mais as mães que precisam complementar, e a mãe pensa, como eu pensei: "Sou uma inútil mesmo, não consigo nem alimentar meu filho..."

E eu cheguei a conclusão que na verdade, as mães acabam desistindo de amamentar por causa disso, por falta de orientação. Vocês pensam que eu não pensei isso? "Mais fácil dar o nan, ela não passa fome e eu não me frustro toda vez que ela mama e não sai satisfeita...". Pensei sim, e não tenho vergonha de falar.

Mas não. Não desisti. Ainda que tenha que dar o nan depois de amamentar, primeiro ela vem mamar nos meus dois peitos, depois o nan.

Aliás, deixa eu ir, que tá na hora da Isadora mamar...

Bom final de semana!!!

Com carinho,

Endora*, mãe coruja da Isadora, de 22 dias



Escrito por Endora* às 17h53
[ ] [ ]


*O PRIMEIRO BAILE*

Na madrugada de segunda pra terça a Isa deu o primeiro baile na gente... Mamou às 22 horas, normalmente e acordou às 11,30 hs berrando. Fome? Não. Fralda? Não. Eram as maleditas cólicas! O nan resseca um pouco o intestino e deu cólica nela... Demos Funchicória e dali umas 2 horas ela fez cocô. Só que aí ela já estava irritadíssima, manhosa e nada tava bom... Lá pelas 3 da manhã, Marido Antonio exausto, ia trabalhar cedo no outro dia, eu também morrendo de sono, fui má: coloquei a Isadora no berço e deixei que ela chorasse. Durou 10 minutos de choro, um anhãn, anhãn manhoso e pronto, ela dormiu.

Graças a Ísis isso não é usual, normalmente ela dorme a noite inteira, nem acorda pra mamar de madrugada.

Ontem fomos à pediatra e a Isa engordou mais 110g, está com 2,550g e já pode tomar a vacina BCG. Amanhã ela vai ao cardiologista e depois de amanhã tomar a vacina. Ela está tão bonitinha!!!

Hoje dei de mamar às 6 horas, tava friozinho, Marido Antonio saindo pra trabalhar, quando acabei, peguei a Isa e fui dormir com ela na minha cama....ihihihihihihi!!! Ficamos de preguicinha até as 10 horas, que gostoso!!!

Acho que a Isa deu o primeiro sorrisinho real ontem, pra vovó... mamães mais experientes: já tá na época?

Comecei a fazer acupuntura hoje, pra me equilibrar emocionalmente e pra auxiliar com o problema do leite... já estou me sentindo melhor...

Ah! Deixa eu esclarecer uma coisa: a história do Banco de Leite. Eu também achava que os bancos de leite fossem abertos ao público, como no meu caso. Estou com dificuldade de amamentar, então vou lá e pego um suprimento de leite. Isso foi matéria de discussão, há coisa de um mês atrás, na lista Parto Nosso ou na Mães Empoderadas, não me lembro, e o que eu descobri é que NÃO FUNCIONA ASSIM (apesar de eu achar que devia funcionar). O leite doado é exclusivo para bebês prematuros e para casos em que a mãe não pode amamentar de jeito nenhum, como no caso de AIDS, por exemplo.

Então, a única saída são os leites artificiais mesmo, como o nan, nestogeno ou aptamil... paciência... num mundo perfeito não seria assim...

Anyway, estamos caminhando, nos conhecendo, nos adaptando... todo mundo fala que o primeiro mês é o pior, o mais complicado, e, ainda bem, está acabando...

AI, ESQUECI!!!!! Com essa coisa toda me deixando doida, esqueci de comentar que a Isadora nasceu no dia do aniversário do meu pai, dia 29/10, justamente no ano em que fez 10 anos que ele faleceu... Parece que eu escolhi né? Não. Apesar de querer que desse certo, não escolhi não, foi coincidência mesmo....

Com carinho,

Endora*, mãe coruja da Isadora, de 19 dias



Escrito por Endora* às 17h14
[ ] [ ]


*AS COISAS MELHORAM...*

Ontem levei a Isa ao pediatra e ela engordou 110 gramas em 02 dias!!! O umbiguinho dela caiu ontem no consultório da Dra. Cláudia.

Hoje estou melhor, almocei comida mesmo, não sopa, não chorei, não me desesperei com a Isadora chorando (sei lá eu porque!!!).

Minha mãe e a Kellen, que teve início de depressão pós parto, estão me ajudando a superar esse baby blues. O Marido Antonio nem se fala. Eu dou o peito, ele fica comigo, me incentivando, e depois dá o nan pra ela...

Por um lado, é até legal isso, porque acho que cria um vínculo forte entre a Isa e o pai. Decidimos continuar com o nan até quando ela dispensar por conta própria (com o Giovani, filho da Kellen aconteceu isso, ele sozinho dispensou o nan e mamou no peito até os 08 meses). Fico mais tranquila assim, porque sei que ela está alimentada.

Meu leite está pouco ainda. Nem vaza mais como quando ele desceu. Antes eu dava um peito e o outro vazava, mas agora isso não acontece mais. Mesmo assim, continuo insistindo na amamentação.

Conversei com a Dra. Cláudia ontem, ela me disse pra me cuidar, pra não virar depressão pós parto. Ela disse que esse baby blues é muito comum, pela alteração hormonal e pela própria reviravolta na vida da gente com a chegada do bebê.

Liguei pra minha acupunturista/fitoterapeuta e estou tomando um fitoterápico à base de passiflora, maracujá e camomila, pra me ajudar... acho que está surtindo efeito....

Quero agradecer do fundo do meu coração todas as pessoas que me escreveram, tanto em comments como em pvt, me dando força, oferecendo ajuda, me "consolando"... Eu sinto que é uma fase e que eu tenho que superar, de um jeito ou de outro... Peço desculpas de não responder às mensagens, não pensem que é pouco caso não, é que eu não to dando conta mesmo!!!

Estou colocando mais fotinhos da Isa no Fotoblog!, aos poucos vou atualizando, conforme dá tempo...

Com carinho,

Endora*, mãe coruja da Isadora, de 14 dias



Escrito por Endora* às 16h14
[ ] [ ]


*BABY BLUES*

Estou tendo alguns problemas, o negócio é um pouco mais complicado do que simplesmente a Isa querer ficar no peito direto. A Dra. Cláudia, pediatra dela e coordenadora do aleitamento materno do Banco de Leite da Maternidade, está me ajudando, a Isa foi inclusive encaminhada a um cardiologista, pq ela cansa de mamar muito facilmente, além de ficar roxinha quando chora... Isis queira que não seja nada!!!!
 
Além disso, eu estava tão cansada e estressada com o fato de ela mamar a cada 20 minutos, que meu peito está cheio de leite, mas simplesmente não desce!
 
Eu fiquei 02 dias sem comer, não conseguia dormir, em parte porque, eu acabava de amamentá-la, colocava a Isa no berço e 15 minutos depois ela estava berrando de fome... teve vez de eu fica 03 horas com ela nisso, em parte porque eu não conseguia desligar dela; até que ontem de manhã, depois de uma maratona dessas e eu quase desmaiando de fraqueza, liguei aos prantos pra Dra. Cláudia.
 
Ela pediu que eu fosse ao Banco de Leite imediatamente. Lá, fizemos todo o ciclo que a Isa faz (mama, luta com o sono, dorme, acorda dali a pouquinho e pede o peito de novo). Aí, ela pediu à enfermeira que me ajudasse a ordenhar, para complementar. Fiquei 1,30h e conseguimos tirar apenas 5ml de leite...
 
Até quinta passada ela tinha perdido 310g, mais de 10%, e até ontem não tinha recuperado nada!
 
Infelizmente, tive que voltar a complementar com o nan, pq ela tem muita fome... Dou o peito e depois o nan...
 
Essa noite consegui dormir melhor e estou me recuperando, acho que em breve poderemos abolir o nan...
 
Mas vou ser sincera, estou totalmente desnorteada... choro muito, ninguém nunca falou como é difícil amamentar! E ainda mais quando se vê nossa filha com fome e chorando... como disse pro Marido Antonio, é tão fácil pra todo mundo... pega o bebê bota no peito e pronto! Ele mama, engorda e todo mundo fica feliz!!!
 
Ao mesmo tempo que eu quero só amamentar no peito, tenho muito medo de tirar o nan e ela ficar com fome... E se o meu leite não sustentá-la? Eu sei que que não existe leite fraco, mas e se ela não conseguir mamar o suficiente? Às vezes me questiono se não deveria simplesmente dar o nan... não é o que eu quero, de jeito nenhum! Sempre sonhei em dar o peito até os 06 meses pelo menos, mas como disse, estou muito "baby "blues", com vários questionamentos e dúvidas...
 
Meu instinto materno me faz chorar toda vez que eu dou o nan pra Isa, com o peito cheio de leite, mas que não a sustenta, e o meu lado racional, quando ela dorme satisfeita, grita pra eu deixar ela com o nan...
 
Não sei o que eu faço... só quero chorar...
 
Ah, até esqueci de contar: hoje tirei os pontos e a minha pressão continua alta, 13X10. O Dr. Marcelo pediu para que eu controle diariamente e se aumentar, para ligar pra ele imediatamente... Marido Antonio acha que é nervoso.... Só sei que emagreci muuuuuuito. Não me pesei, mas não parece que eu tive bebê há tão pouco tempo...
 
Com carinho,

Endora*, mãe coruja da Isadora, de 12 dias


Escrito por Endora* às 17h08
[ ] [ ]


*MEU PARTO*
 
Bom, meu parto não foi um parto domiciliar, natural, sequer um parto hospitalar sem intervenções como eu sonhava, mas foi especial porque trouxe a minha filha ao mundo.
 
Na semana passada, fui à consulta do pré natal e a minha pressão estava um pouco alta, 13X9, em repouso. Estranhei, pois durante toda a gestação ela se manteve constante entre 11X7 e 12X8.
 
Dr. Marcelo perguntou se eu estava sentindo dor de cabeça ou “estrelinhas”. Falei que só no domingo, quando tive aquele falso TP, mas achava que era por causa da indigestão que tive.
 
Ele pediu para que eu verificasse diariamente a minha pressão arterial, em repouso e qualquer alteração ligasse pra ele.
 
Então, todos os dias eu passei a ir ao Posto de Saúde próximo de casa. Ficava 15 minutos deitada e depois a enfermeira vinha medir a pressão, que se manteve entre 14X8 e 13X9.
 
Na quinta feira, o Marido Antonio me levou ao Posto e minha pressão estava em 14X10. Eu estava com dor de cabeça o dia todo, mas nem imaginava que poderia ser referente à pressão alta.
 
O Marido ligou para o Dr. Marcelo que pediu que eu fosse à Maternidade para a plantonista me examinar e conforme fosse, ela ligaria para ele.
 
Cheguei lá e a Dra.  Daniela já estava  me esperando. Colo do útero grosso e fechado. Pressão medida novamente, após 10 minutos de repouso: 16X12.
 
Ela me falou que eu não seria liberada, pois a pressão precisava ser controlada. Ligou para o Dr. Marcelo que veio imediatamente.
 
Quando ele chegou, nova medição: 17X12. Ele conversou comigo e com o Marido Antonio e disse que o melhor seria o parto. Explicou os riscos e pediu que pensássemos. Poderia induzir o parto ou fazer a cesárea, seria nossa escolha.
 
Conversei com o Marido e, como não seria um parto “natural” (ou seja, seria cheio de intervenções, ocitocina e afins), escolhi a cesárea.
 
Eu não esperava que pudesse ser internada, então estava só com a roupa do corpo.
 
O Marido Antonio cuidou da papelada da internação e quando fui liberada (lá pelas 19,30hs), subi pro quarto, enquantoele foi buscar a "mudança"....
 
Logo que cheguei, veio a janta, que o Dr. Marcelo pediu que providenciassem, pois eu estava sem comer desde as 16,30hs...
 
Comi bem, deitei na cama e fiquei esperando o Rodrigo. Chegou a anestesista pra fazer o questionário, pedi que anotasse que eu não queria sedação. Em seguida veio o Dr. Marcelo, pra conversar comigo, esclarecer minhas dúvidas.
 
Um pouco depois o Marido chegou, tomei banho, conversamos bastante sobre a decisão que tomamos. Tentei dormir, mas a cada duas horas vinha alguém pra medir minha pressão que variava de 18X14 a 13X10.
 
Tomei remédio pra controlar umas duas ou três vezes, não me lembro. Me lembro que sentia um frio estranho na barriga... eu que nunca fui internada, que sequer levei um ponto na vida, ia sofrer uma cirurgia... ao mesmo tempo, a minha filha ia nascer... eu ia ser mãe...
 
Passei a noite praticamente em claro. A enfermeira ficou de nos acordar às 5,30hs, mas eu acordei às 5,10hs, tomei banho e fiquei pronta. Quando ela chegou, já estávamos os 02 esperando.
 
Fui pra maca, me levaram para o pré-operatório, enquanto o Marido ia vestir as roupas de astronauta.
 
A anestesista era uma pessoa muito delicada, que ia me explicando tudo, conversando comigo, me tranquilizando.
 
Quando o Marido Antonio chegou, percebi que ia começar... ele ficou de mãos dadas comigo, viu a Isa nascer, tirou fotos, e nós 02 choramos muito quando a enfermeira nos trouxe  NOSSA FILHA. Ela nasceu exatamente às 6,41hs.
 
Eu estava em estado de graça. Minha filha havia nascido!!!! Depois disso, o neonatologista foi examiná-la e o Rodrigo foi ficar com ela, enquanto a cirurgia era terminada.
 
Fui para a sala de recuperação às 07,20hs. Fiquei lá, esperando, esperando, esperando... e o raio da anestesia não passava!!! Me sentia o Rubinho Barrichelo. Mulheres chegavam e uma hora depois estavam indo pro quarto e eu lá... Fui liberada às 11,30hs.
 
Chegando no corredor, o berçário era bem de frente pro nosso quarto e a Isa já estava lá, de roupinha, que o papai havia escolhido, esperando a mamãe chegar pra ir ficar consoco.
 
Logo em seguida ela veio, e eu a amamentei pela primeira vez... como eu disse, estava em estado de graça, meio sonhando, sem acreditar no que estava acontecendo...
 
A parte desagradável: fiquei o primeiro dia todo na cama, sem sentir as pernas direito, com um pano no meio delas, e soro. Almoço? Um chazinho com torradas... Jantar? Uma sopinha... e eu querendo bater um pratão de arroz com feijão...risos. Banho só fui tomar às 20hs.
 
A Isa ficou a noite com a gente, e eu, totalmente sem saber o que fazer... Por sorte, as enfermeiras eram muito pacientes e atenciosas e me ajudaram muito....
 
No sábado já estava melhor, levantei cedo, tomei banho, o Dr. Marcelo veio me ver. Os pontos começaram a doer, mas eu já consegui andar pelo corredor. Meus pés pareciam dois pães assados, nunca ficaram tão inchados na gravidez!
 
No domingo de madrugadinha é que começou o problema. Eu fui amamentar a Isa e não quis acender a luz do quarto, deixei só a do banheiro acesa. Eu não vi que ela tinha pegado meu seio errado e quando ela acabou tinha levantado uma tampa do mamilo.
 
Pedi pro Marido Antonio chamar a enfermeira. Ela disse pra eu ficar calma que ia chamar uma supervisora do banco de leite pra ver...
 
Dei o outro peito pra Isa e nem me preocupei muito. De manhã, quando a supervisora chegou, e tentou tirar colostro é que comecei a ficar preocupada. A casca tampava tudo, não tinha como sair...
 
A Isa tinha acabado de mamar no outro peito e gritava... a enfermeira a levou pra fazer o exame de glicemia, que deu baixo (menos que 40, se não me engano), e o pediatra recomendou dar o complemento (nan) no copinho, depois das mamadas.
 
Quando ela trouxe, eu tentava dar o peito bom pra ela, ela sugava um pouco e gritava... eu e o Marido Antonio começamos a chorar...  e mesmo contra a vontade, consenti que fosse dado o complemento...
 
Dr. Marcelo passou para me dar alta e saí da maternidade na hora do almoço. Finalmente pudemos ir pra casa!!!
 
Desde segunda de madrugada não dou o Nan. Comecei a dar o peito machucado mesmo. Por indicação da Fernanda, acho que da Materna (são tantas listas que me confundo!) encontrei uma pediatra excelente, a Dra. Cláudia que inclusive trabalha na parte de aleitamento da Maternidade. Ela me ensinou a dar de mamar com a Isa sentada e o meu peito está quase bom!
 
Desde quarta feira já não estou tão inchada e os pontos quase não doem, só quando faço força...
 
Sei que vou ser julgada por ter “escolhido” a cesárea e também por ter dado nan pra minha filha, mas tentei fazer o melhor pra Isadora.....
 
Estou numa fase “baby blue”. Choro a toa, nem sei porque... Amo minha filha, amo meu marido, que me ajuda em tudo, mas sinto esse frio na barriga, essa tristeza, mas eu sei que vai passar....
 
Bom, acho que é isso....

Estou colocando algumas fotos do parto no fotoblog....

Com carinho,

Endora*, mãe coruja da Isadora, de 07 dias


Escrito por Endora* às 17h48
[ ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog